O comportamento das pessoas nas redes sociais

Tenho pensando no comportamento das pessoas nas redes sociais. Como foi que chegamos no ponto onde tudo que é escrito é para ser visto, deve ser popular e julgado por todos? Onde criamos esta carência em sermos notados e receber likes e comentários? Menos de 15 likes é um fracasso. Menos de 200 seguidores é um fracasso. Que fracasso?

Eu uso as minhas redes sociais com propósitos bem claros e todos eles servem a mim como um propósito. Se quem lê gosta, bem, senão amém. Que não olhem, não curtam ou até, se quiserem, opinem. Se for algo que valha a pena eu responder, legal. Se me ofender, dane-se. É só cancelar a pessoa.

Eu uso 3 ferramentas: o Twitter, o Facebook e o Instagram.

No Twitter eu falo besteiras, quase todo o tempo. 140 caracteres são um convite ao sarcasmo e a diversão. Lá me permito a falar bobagens, nonsenses e responder a outros tweets com humor e sarcasmo. O que não me impede de falar algo sério de vez em quando.

No Instagram eu posto fotos da minha família e algumas da vida pessoal. Por isso, só entra gente que eu aprovo. Não é qualquer pessoa que vê o meu álbum de família.

Por fim, o Facebook, que considero meu diário pessoal. Motivo maior ainda para ter muito pouca gente lá. Ainda acho ter 180 pessoas a acompanhando, se quiserem, um pouco demais. Reduzo um pouco a cada semana. Quem não participa da minha vida, não faz sentido ter acesso a ela. Tem gente que se magoa em ser excluída, mas é um diário pessoal. Honestamente não devo satisfações a ninguém sobre a minha vida pessoal.

Eu não busco através de nenhuma destas ferramentas uma aprovação social. Busco me conhecer melhor e mais. Aprendi que quanto mais falamos mais evoluímos. É isso: um canal de comunicação. Quem lê se conecta comigo. O que sou, escrevo ali. Não finjo gostar de Axé, Funk ou MMA porque é a escolha da maioria. Gosto de rock e tênis. Não mudo meu gosto para agradar quem quer que seja.

Agora, mudo de opinião quando há um diálogo sensível e que faça sentido. O duro é ver algum diálogo sensível, que faça sentido ou sequer seja inteligente em dias que te forçam a escolher a tragédia a apoiar naturalmente se colocando contra as outras.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s