O rei do pop


Morreu ontem Michael Jackson.

Ele foi um dos maiores fenômenos que vi aparecer em minha vida. Quando ele começou a fazer um sucesso considerado maior que o dos Beatles, pelo volume, em 1984, não havia ninguém da minha idade que ousaria falar que não gostava de Billy Jean, Beat It e Thriller.
Eu lembro da comoção popular que causou o simples lançamento do Video Clip do Thriller, só porquê ele tinha uns 10 minutos de filme junto.
Vivíamos em um mundo ainda sem globalização e sem internet. Ter acesso a qualquer informação de nossos ídolos era muito mais complexo que Googar alguém hoje. Até eu se for Googado sou achado. Michael Jackson então gera 64 milhões de resultados.
Foi uma pena acompanhar também da decadência forte a que se submeteu Michael Jackson. Há anos que ele não lançava nada que valesse a pena ouvir, não fazia mais shows e se consumiu entre excentricidades e processos judiciais. Acho que a sua decadência foi maior que o estrelato.
Tento ficar na cabeça com as danças geniais, o moon walk e as músicas cativantes para lembrar uma pessoa que revolucionou a música popular e marcou fortemente uma geração inteira, a minha.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s